sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Outono

Segurava o lápis olhando para o caderno velho, lá fora uma parte da árvore o vento balançava, era o que ela via quando olhava para a janela, não sabia o que colocar nas folhas amarelas. Era tarde e ameaçava chover, pensou na hipótese de deixar para outro dia e simplesmente ler um bom livro, mas ficava perdida ali naquele não chove e não molha, nem escrevia, nem lia, nem fazia nada. Estava tão desbotada quanto as cores lá de fora...

Nenhum comentário: