domingo, 24 de outubro de 2010

Imagine...

Uma sala com a janela fechada.

Não tem nada nessa sala além de uma cadeira, bem no centro da sala, onde você se senta. Não tem nenhum som, é tudo tão silencioso, a luminosidade é muito baixa. Você está na sua própria companhia.

Você sozinho no seu próprio coliseu, os leões são soltos, você tem de enfrentá-los.

Quem vai vencer?

Perturbador, não?

O silêncio do lugar é inversamente proporcional ao teu silêncio interior.

PENSAMENTOS FAMINTOS!

Famintos como leões, ferozes...

Como você enxerga esses leões? Bocas enormes com dentes grandes e afiados cheios de sangue...

Como está sua respiração?

Você quer enfrentar esses leões ou vai deixar eles te torturarem?

ABRA A JANELA!

As armas estão dentro de você!

ABRA A JANELA. Você já pode avistar a paisagem lá fora?

ABRA A JANELA, enxergue os leões muito melhor agora. Enfrente, agora está mais fácil com toda essa claridade, pode enxergar suas armas e o inimigo. A paisagem lá fora é um incentivo.

Está difícil?

APENAS ABRA A JANELA...



Agora é com você.

Nenhum comentário: